Roteiro de 3 dias em Banff

Quando começamos a planejar esta viagem para o Canadá, um dos momentos que mais aguardávamos seria a hora de conhecer as montanhas rochosas canadenses… e este momento chegou! Acordamos cedo fizemos check-out, malas no carro e hora de partir para Banff, que seria nossa principal base visitar os lagos e toda a beleza que envolvem as Rockies!

como-fazer-uma-roadtrip-em-banff.JPG

Banff fica a cerca de 1h30 de Calgary, o trajeto é muito tranquilo e a estrada é ótima, muito bem sinalizada, isso sem falar na linda paisagem das montanhas que vão se aproximando no horizonte, com seus picos ainda nevados, mesmo no final da primavera.

ponte-proteção-animal-banff.JPG

Outro ponto importante é que, a partir de Banff, toda a estrada já é considerada dentro dos parques nacionais e uma área de preservação, portanto é necessário adquirir um passe para o carro, de acordo com o número de pessoas e dias que você ficará na região.

na-estrada-banff.JPG

Nós compramos o nosso antecipado, pelo site Banff Lake Louise, assim já podemos passar direto pelo portal de entrada, sem nos preocupar, mas pode ser comprado na hora também.

entrada-em-banff.JPG

A cidade de Banff é a principal base para passeios turísticos na região das rochosas, possui um ótima estrutura e rede de hotéis e mesmo sendo relativamente pequena, tem muitas opções de restaurantes com uma excelente gastronomia.

centro-de-banff.JPG

Onde ficar em Banff

Como a cidade é muito procurada, principalmente nos meses de junho a setembro, quanto às temperaturas aumentam e as paisagens e lagos ficam mais bonitas, os preços também se elevam bastante, tornando a busca por hotel nesta época um pouco mais complicada… Tanto que para conseguir ficar o período que queríamos precisamos reservar dois hotéis, para cobrir toda nossa estadia em Banff, pois não havia vaga para todos os dias, então optamos por ficar 2 dias no Banff Aspen Lodge e 1 dia no Best Western Plus Siding 29 Lodge:

aspen-lodge-hotel-banff.JPG
Banff Aspen Lodge

Banff Aspen Lodge – Hotel amplo, decoração tradicional, quarto grande, com varanda e uma vista bonita das montanhas. Nas áreas comuns ainda possuía uma piscina aquecida e hidro com lareira para os hóspedes, ótima para relaxar após um dia de muitos passeios.

aspen-lodge-bannf-vista.JPG

Além disso, tinha café da manhã, estacionamento e Wi-Fi inclusos na diária. A localização também não poderia ser melhor, bem próximo dos principais restaurantes e lojas.

Clique aqui, para reservar seu hotel Banff Aspen Lodge pelo Booking!

Best Western Plus Siding 29 Lodge – A rede Best Western possui vários hotéis espalhadas pelo mundo e muitos estão localizados nos EUA e Canadá. A unidade que ficamos em Banff tinha uma decoração tradicional, mas tudo em perfeito estado, quarto espaçoso, sacada e aí ainda contava com uma piscina coberta e aquecida nas áreas comuns.

best-western-banff.JPG
Best Western Plus Banff

Fora isso o hotel também conta com café da manhã, Wi-Fi e estacionamento que coberto inclusos. A localização também era boa, apenas de 3 quadras do Banff Aspen Lodge, onde estávamos antes e que estava perto de tudo na cidade. Embora tenhamos ficado apenas 1 diária, achamos o custo benefício deste hotel muito bom pelo que oferece, podendo ser também uma boa opção e um pouco mais em conta que o Banff Aspen Lodge.

Clique aqui, para reservar seu hotel Best Western Plus Siding 29 Lodge pelo Booking!

O que fazer em Banff

A região de Banff tem uma quantidade enorme de passeios: belíssimos lagos, parques magníficos e estradas ligando tudo isso que são praticamente um show à parte, principalmente se você tiver a sorte de ver ursos no acostamento como vimos! Abaixo a gente conta como foram essa e outras das nossas aventuras por lá!

Dia 1

Lake Minnewanka – Chegamos a Banff no início da tarde e como já não tínhamos mais muito tempo neste dia, nos dedicamos a visitar os lagos mais próximos da cidade.

lago-minnewanka.JPG

Começamos pelo Minnewanka, que fica a apenas 15 minutos de carro de Banff, o lago é lindo e amplo, a visão composta por sua junção com o antigo píer forma uma paisagem muito bonita. No lago ainda tem estacionamento fácil e um pequeno quiosque para lanches.

lake-minnewanka.JPG

Vermilion Lakes – Logo após o Minnewanka, fomos conhecer o Vermilion lakes, já que os dois são muito próximos (5 minutos de carro). Este lago é tão bonito como o Minnewanka, mas tem um visual interessante com a vegetação no entorno. Além disso ele não possui um estacionamento, por isso realizamos apenas uma parada rápida, antes de seguir nosso passeio.

Bows Falls – Foi o último lugar que visitamos no primeiro dia de viagem, a queda de água e a continuação do rio Bow são muito lindos, do lado direito, ainda ajuda a compor o cenário, um tronco de uma grande árvore caída que torna a paisagem ainda mais bucólica e bonita.

vista-lago-bow.JPG

Quando visitamos o local, já era fim do dia, portanto estava bem tranquilo, já que haviam poucos turistas o que tornou a visitação mais tranquila, também possui um ótimo estacionamento já em frente ao rio.

onde-passear-dicas-passeios-banff.JPG

Dia 2

Neste segundo dia de passeios optamos por começar pelo lago mais distante de Banff e no retorno ir fazendo os mais próximos da cidade, assim quando terminássemos o dia, já estaríamos mais perto para retornar à Banff.

Bow Lake – Este foi nosso primeiro passeio do segundo dia em Banff. Reservamos este dia para visitar os lagos que estão mais distantes da cidade.

montanhas-rochosas.JPG

Começamos pelo Bow Lake, que fica a cerca de 1h de carro de Banff pela estrada Icefields Parkway, o caminho já é bonito e dá para avistar o lago da rodovia, no acostamento mesmo, existe um recuo com estacionamento.

bow-lake-lagos-banff.JPG

O visual das montanhas nevadas com a imensidão do lago, fazem uma combinação incrível! Da vontade de ficar um tempão ali, mas tínhamos muitos lagos para conhecer ainda, então pé na estrada!

Peyto Lake – Depois do Bow Lake, seguimos cerca de mais 10 minutos pela Icefields Parkway e alcançamos a entrada para o mirante que dá acesso ao Peyto Lake, há um estacionamento no local.

trilha-peyto-lake.JPG

A partir daqui são cerca de 15 minutos de trilha bem tranquila, mas íngreme até o mirante. Mas quando você chega lá não tem dúvida que valeu a pena, este lago está entre os mais lindos de toda a viagem!

peyto-lake.JPG

Sua coloração fantástica, devido suas águas serem formadas por água de degelo são de cair o queixo, além disso, outra coisa inusitada é o fato do contorno do lago formar o desenho de um lobo!

lago-com-desenho-do-lobo.JPG

Nem preciso dizer que foram muitas fotos aqui, isto por que ainda estamos no segundo lago do dia!

Lake Louise – Continuando nossa “rota dos lagos”, percorremos mais 40 minutos de estrada para chegarmos ao estacionamento que dá acesso ao lago mais famoso das Rochosas Canadenses, o Lake Louise.

banff-lakes.JPG

Este lago possui uma beleza indescritível, nem as fotos conseguem traduzir a beleza das cores azul turquesa e do vale com as montanhas de fundo, juntamente com a imagem que se forma no reflexo na água, magnifico mesmo!

fairmont-lake-louise.JPG

O Lake Louise possui uma grande estrutura turística, além do hotel Fairmont que fica à beira do lago, como é muito visitado, costuma estar sempre cheio de turistas, mesmo assim é possível fazer um passeio muito agradável. Depois disso fomos almoçar no restaurante do Fairmont, apesar de ficarmos na parte interna, deu para curtir um pouco da vista do lago.

boathouse-lake-louise-banff.JPG

canoa-banff.JPG

Após o almoço, não resistimos e resolvemos aproveitar a tarde linda que estava fazendo e fazer o passeio de canoa, afinal quando teríamos oportunidade de estar novamente em um cenário assim?!

canoagem-banff.JPG

E valeu muito, curtimos demais! O passeio durou cerca de meia hora, o preço foi um pouco “salgado”, mas como no outro dia o tempo ia fechar, resolvemos que valeria a pena garantir o passeio ali.

roteiro-de-3-dias-em-banff.JPG

Depois ficamos mais algum tempinho contemplando aquela beleza e aí partimos para visitar o último lago do dia!

Moraine Lake – O estacionamento para acessar este lago fica a cerca de 20 minutos do Lake Louise, difícil dizer qual é o mais impressionante, pois o Moraine além das águas de cor excepcional, ainda tem um mirante alto, formado por pedras, que depois de, um certo esforço para subir em meio a passagens de troncos na beirada kkk, você tem uma visão fantástica do lago todo, aqui tiramos algumas das fotos mais legais de toda a viagem, a gente se sente flutuando sobre toda aquela imensidão no horizonte!

lake-moraine.JPG

lago-moraine.JPG

Saímos do Moraine por volta das 20h e ainda estava claro, exaustos mais muito felizes e retornamos para Banff!

Curiosidade: O Lago Moraine é um dos cenários mais fotografados do Canadá e ficou conhecido como a “vista de vinte dólares”, pois a paisagem que compreende o lago azul-turquesa e as dez montanhas ao redor, já estampou o verso da nota de 20 dólares canadenses e assim o apelido acabou pegando! 

Dia 3

Yoho National Park – Neste terceiro dia de passeios, pé na estrada novamente para conhecer o parque Yoho, ele fica a cerca de 1h20 de Banff, pouco depois da divisa e já na província da Columbia Britânica. Este parque é um dos mais procurados por sua beleza e contato com a natureza, infelizmente no dia que fomos o tempo estava um pouco chuvoso pela manhã, mas mesmo assim conseguimos aproveitar bem o passeio e conhecer um pouco da região.

lagos-emerald.JPG

Emerald Lake – Este lago é a principal atração turística do parque de Yoho e também o maior dos 61 lagos de lá.

emerald-lake.JPG

O nome vem da cor esmeralda das águas que o formam, todo o entorno do lago é muito agradável de passear, inclusive existe uma trilha de caminhada de 5,2 km que circunda o lago, nós fizemos um pequeno trecho dela.

lagos-banff.JPG

lagos-de-banff-banco.JPGLá nos meses mais quentes, também é possível fazer o passeio no lago alugando uma canoa, é um pouco mais em conta que no Lake Louise, mas como o tempo estava não compensaria fazer. O acesso ao Emerald é bem tranquilo e lá também há estacionamento.

Ursos na estrada! – Quando se está passeando pelas estradas de toda esta região das rochosas, é muito comum ver carros e trailers parando o tempo todo no acostamento, na expectativa de ver os ursos que passeiam livremente pelos parques. Nós mesmos tivemos a sorte de avistar uma ursa fêmea e dois filhotes, quando estávamos saindo de Yoho, eles estavam no acostamento, em frente ao estacionamento do centro turístico.

urso-na-estrada-banff.JPG

É muito interessante ver os ursos no seu cotidiano, a galera vai logo se aglomerando, todo mundo tentando tirar uma foto ou fazer um vídeo, mas é importante ressaltar que na maioria das vezes, os guardas florestais aparecem e tentam manter os turistas a uma distância segura dos ursos, visando proteger a ambos. Mas sem dúvida é um momento diferente e muito legal da viagem!

Mount Norquay – Este monte faz parte do complexo de esqui do Banff, como quando passamos por lá estava na primavera, quase verão, já não havia mais neve….

passeando-banff.JPG

Mesmo assim o lugar tem uma bela vista da cidade e ainda dá para subir por teleférico até o ponto mais alto da estação, onde também tem um restaurante. O acesso ao local é bem tranquilo, está a 15 minutos de carro de Banff e tem estacionamento.

vista-banff.JPG

Onde comer em Banff

Por ser uma cidade altamente turística, Banff possui uma boa variedade de bares e restaurantes. Além de restaurantes com com pratos típicos da culinária canadense, você encontra muitas opções de massas, pizzas e fondues espalhadas pela avenida principal da cidade. Aqui a gente fala um pouco das que conseguimos experimentar por lá:

Block Kitchen & Bar – Nosso primeiro almoço foi no Block Kitchen Bar, ele fica bem no centrinho de Banff. É um bar com pegada moderna e embora não seja muito grande, ele oferece um ambiente bem agradável.

onde-comer-em-banff-block.JPG

onde-comer-banff-dicas.JPG

Resolvemos ficar na parte externa, para curtir um pouco mais o clima da cidade. O cardápio é enxuto, mas as opções são bem gostosas, destaque para a entradas de gyosa e os hambúrgueres da casa, são ótimos!

sair-para-comer-banff.JPG

onde-comer-em-banff-burguer.JPG

E para acompanhar uma ótima variedade de cervejas. Gostamos bastante do Block, ele é uma ótima pedida em Banff, bons preços e um ótimo atendimento.

Pacini Restaurante Italiano – Este restaurante fica no hotel Moose e estava à uma quadra do hotel que estávamos, então foi uma ótima opção para jantar após termos um dia cheio de muitos passeios.

pacini-banff.JPG

O ambiente é muito aconchegante, com lareiras e aquecedores, inclusive na parte externa, que foi onde ficamos.

restaurante-italiano-em-banff.JPG

O cardápio é bem completo e tem as principais especialidades da cozinha italiana, eu fui de linguine à carbonara e a Lu escolheu lasanha, tudo muito bom e para ajudar fazia uma noite muito agradável.

onde-comer-em-banff-opções.JPG

comida-boa-em-banff.JPG

Se você curte comida italiana, o Pacini é uma ótima opção em Banff!

Restaurante Lakeview Lounge (Fairmont Lake Louise) – Almoçamos no Lakeview na nossa visita ao Lake Louise, o restaurante fica dentro do hotel Fairmont e a vista é simplesmente fantástica do lago!

lake-louise-restaurante-do-hotel.JPG

Tanto da parte interna, quanto do pátio externo, dá para ficar de frente para o lago, o que torna a experiência ainda mais especial. A cozinha é contemporânea, embora os preços sejam um pouco mais elevados, os pratos são muito saborosos, compartilhamos um Rib e um frango sensacionais por lá, estavam ótimos.

restaurante-fairmont-lake-louise.JPG

O legal é que mesmo estando no hotel Fairmont, o restaurante também é aberto a não hóspedes, sendo uma excelente escolha para uma refeição quando estiver visitando o Lake Louise.

Athena Pizza – Esta pizzaria foi um achado no centro de Banff, subimos a escada para a parte superior sem esperar muito, mas o deck com vista para a rua principal da cidade foi uma grata surpresa!

banff-onde-comer.JPG

beer-banff.JPG

O cardápio possui uma grande variedade de sabores e tamanhos de pizza, os preços são bem convidativos, as pizzas e o atendimento também são muito bons.

pizza-em-banff.JPG

Foi um ótimo local para encerramos o dia, já que o sol se põe bem tarde na primavera de Banff.

Grizzly House Steak & Cheese Fondue – Este restaurante é muito procurado em Banff e costuma estar sempre cheio, tanto que fomos sem reservar e só conseguimos lugar após uma desistência!

grizzly-house.JPG

onde-comer-banff.JPG

Com uma decoração bem rustica e localizado na rua principal, é um dos locais que servem fondue na cidade, todos os fondues vem com uma sopa ou salada de entrada, nós experimentamos o de queijo, estava bom mas não ótimo, esperávamos um pouco mais pela fama do restaurante… mas mesmo assim o atendimento foi bom e a experiência foi agradável.

fondue-grizzly.JPG

O que a gente achou

Não precisa nem dizer que adoramos a cidade, Banff é uma cidade perfeita para conhecer a região, toda a sua estrutura de hotéis, restaurantes e passeios formam o lugar ideal para ficar nas montanhas rochosas. Ficamos 3 dias na cidade e apesar de não ser muito tempo, conseguimos fazer tudo que havíamos planejado. Sem dúvida os lugares que conhecemos aqui vão ficar guardados na nossa memória para sempre! Mas a nossa trip pelas rochosas não terminou, ainda tem muita estrada até a nossa próxima parada em Jasper! Vamos lá!

Abraços, Jr. e Lu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s