Roteiro de 3 dias em Londres

A muito tempo esperávamos uma oportunidade para visitar Londres, muitas vezes estivemos perto de conhecê-la, mas sempre acabava surgindo um outro destino e Londres ficava para a próxima… Então de repente, numa viagem que decidimos de última hora, surgiu uma oportunidade de conhecermos a terra da rainha!

vista-tower-bridge

Londres é uma cidade que possui uma grande quantidade de opções e muitas coisas legais para fazer e conhecer, mas ao mesmo tempo, não é uma cidade barata, afinal de contas em libras os preços não ficam nada amigáveis… então a gente se propôs o desafio de fazer uma viagem econômica, mas também divertida, neste destino fascinante! Abaixo um pouco de tudo que conseguimos fazer por lá:

oyster
Economizando em Londres: Colocando créditos no cartão Oyster (veja vídeo acima)

Dica de chip de viagem Travel Mobile

Londres é gigante e tem tantas atrações e opções, que o celular pode ser um grande aliado para quem visita a cidade, afinal você pode tirar dúvidas sobre o transporte, consultar restaurantes, enfim se informar sobre tudo que rola na cidade e se manter conectado!

chip-internet
Chip de internet da Travel Mobile: essencial na viagem!

Travel Mobile_728x90_BR

Mas para isso você vai precisar de um plano de internet, por isso sempre que perguntam qual plano utilizamos, a gente indica a Travel Mobile, nós usamos o chip deles em várias viagens, tanto nos EUA quanto na Europa e a qualidade da conexão e velocidade sempre nos surpreendeu, eles têm vários planos de acordo com o tempo e quantidade de dados que você pretende usar na viagem e a compra é super fácil e prática, fora que você recebe seu chip ainda no Brasil, escolhe a data de ativação e pronto, já sai do aeroporto com internet!

Clique aqui para conhecer os planos e valores!

Onde ficar em Londres

A hospedagem em Londres não é barata e a alta cotação da libra ainda torna as coisas mais complicadas. Aliado a isso, queríamos realizar uma viagem econômica, então procuramos encontrar uma hospedagem em conta, mas que atendesse a dois requisitos: quarto com banheiro privativo e uma boa localização.

hotel-barato-em-londres

Foi aí que, pesquisando, encontramos o Point A London Kings Cross/St Pancras, esta rede super econômica, que inclusive possui outras unidades em Londres e costuma atender esses dois requisitos. Geralmente os hotéis são bem localizados, o nosso ficava a cerca de 10 minutos a pé da estação de trem de Kings Cross/St Pancras que é conectada ao metrô e de onde partem trens para várias cidades e países no Reino Unido e também para Paris. Além disso, o Point A está numa região cheia de lojas, restaurantes, bares e supermercados.

poin-a-kings-cross
Começando a nevar em Londres

O hotel é simples, mas com tudo certinho e novo, possui uma área de mini café, com alguns itens básicos para café da manhã ou lanche rápido, pagos a parte.

point-a

Os quartos são bem compactos e simples, não tem serviço de quarto e nem frigobar, mas tudo bem organizado e limpo.

point-a-hotel-london-kings-cross-st-pancras
Quarto Point A Kings Cross

O quarto que ficamos possuía janela, mas para quem tiver afim de economizar mais umas libras, pode ficar num quarto sem janela, que é ainda mais barato, confesso que a gente ficou com receio de ficar com claustrofobia, então resolvemos não encarar.

dica-de-hotel-barato-em-londres

Resumindo, se estiver à procura de um hotel bem localizado, com banheiro privativo, limpo, novo e está com orçamento enxuto, escolha o Point A que você não vai se arrepender!

Clique aqui para reservar este hotel!

O que fazer em Londres

Londres é conhecida por ter muitas opções de lazer gratuitas, inclusive muitos museus, então optamos por tentar fazer um roteiro que aproveitasse um pouco destas oportunidades que a cidade oferece e apesar da nossa breve passagem por lá, conseguimos aproveitar bem:

Carnaby Street – A Carnaby foi nossa primeira parada em Londres, já que havíamos chegado no fim da tarde e queríamos fazer nosso primeiro giro na cidade. Localizada no bairro de Soho, esta área é famosa pela variedade de lojas, cafés, bares, pubs e restaurantes que oferecem uma grande variedade de pratos típicos britânicos, mas também da cozinha internacional. A Carnaby tem um clima festivo, é um ótimo local para sair para jantar e depois dar aquela esticadinha para um pint, no melhor estilo britânico.

IMG_0092

Palácio de Buckingham – Este palácio é a residência oficial dos monarcas britânicos e é geralmente reconhecido como um símbolo da monarquia do Reino Unido. Inicialmente construído como uma moradia, o Palácio de Buckingham tornou-se numa residência privada para a rainha Carlota em 1761.

o-que-fazer-em-londres

Foi reconstruído e ampliado durante o século 19 e tem sido usado como residência da monarquia britânica desde o reinado da rainha Vitória. Ele tem 775 quartos e o mais largo jardim privado em Londres. A visitação interna precisa ser agendada com antecendência em dias específicos, por isso só conseguimos passear pelo entorno e observar um pouco da galera se aglomerando para assistir a tradicional cerimônia da troca da guarda.

troca-da-guarda

palácio-de-buckingham

Big Ben – O sino mais famoso na Europa, talvez do mundo, o Big Ben, é um dos pontos de referência icônicos de Londres. Foi recentemente renomeado Elizabeth Tower como uma homenagem aos 60 anos de reinado da rainha Isabel II. Quando olhamos para o Big Ben, é impossível não se impressionar, lembrando de tantas referências que vemos a este relógio ao longo da história.

big-ben-reformando

Infelizmente, quando fomos, ele estava passando por uma reforma, que está prevista para terminar apenas em 2021. O sino também foi desativado. Mas de qualquer forma a paisagem nesta parte de Londres é espetacular, tirar um muitas fotos aqui é inevitável!

Abadia de Westminster – Inicialmente habitada por monges beneditinos no século X, esta igreja em estilo gótico é um dos mais importantes símbolos de Londres.

abadia-westminster

Um século após a chegada dos monges, o rei Eduardo, o Confessor reconstruiu a igreja e a escolheu como lugar onde seria sepultado. Em 1245, Henrique III de Inglaterra mandou reconstruir a abadia e tornou-a num dos edifícios góticos mais importantes do país. As obras na igreja atual foram concluídas na sua maioria durante o reinado de Ricardo II, tendo Henrique VII acrescentado uma capela à igreja.

dica-de-passeio-barato-em londres

A abadia de Westminster tem sido usada para coroações reais desde as coroações do rei Haroldo II e de Guilherme, o Conquistador, em 1066. Atualmente, tem sido o palco de casamentos reais e outras cerimônias (e de Estado). Em 2011, o Príncipe Guilherme e Catarina Middleton casaram-se lá. Outras figuras icónicas estão enterradas ou têm memoriais na abadia de Westminster, como por exemplo, Sir Isaac Newton, William Blake ou Lewis Carroll. Nós visitamos toda a parte externa da abadia, que tem uma arquitetura impressionante!

Dica:  Visite a igreja de segunda a sexta, no horário da oração (normalmente às 17h), assim é possível visitar a nave central da abadia e economizar cerca de £ 20, o que já ajuda um pouco no orçamento da viagem.

Tower Bridge – Esta ponte não é apenas um dos ícones de Londres, mas também uma das pontes mais conhecidas no mundo. A construção da Tower Bridge começou em 1886 e demorou apenas 8 anos a ser concluída. As vistas do topo são surpreendentes, uma vez que as torres apresentam um chão de vidro. Outra vista que vale a pena, é esperar para ver a ponte abrir para os navios.

vista-tâmisa

Nós fomos próximos a ponte no final da tarde e o visual é show, a partir da margem já dá para tirar fotos sensacionais da ponte seja de dia, ou ainda com ela toda iluminada à noite. Ficamos um tempinho ali, apreciando o entardecer as margem do Tâmisa.

Trafalgar Square – Projetado por John Nash em 1830, Trafalgar Square é a maior praça de Londres. Vários eventos culturais acontecem aqui, incluindo manifestações e celebrações de Ano Novo, é muitas vezes considerada o coração da cidade.

Passamos por esta praça já no fim do dia e estava rolando uma confraternização um tanto inusitada, tinha uma galera, na maioria jovens, todos vestidos de Papai Noel, aglomerados junto à fonte e cantando super animados! Depois descobrimos que se tratava da “Do it for Charity Santa Run”, uma corrida destinada a obter donativos para a caridade, que movimenta Londres no início de dezembro e muitos corredores optam por participar da corrida fantasiados de Papai Noel, acaba sendo um dia de festa na cidade!

Museu de Ciência (Science Museum) – Foi fundado em 1857 e, atualmente, traz mais de 300.000 exposições.

museu-gratuito

O museu apresenta diversos períodos da evolução da ciência, desde da revolução industrial, a história da aviação até os programas espaciais que levaram o homem à Lua. Curtimos bastante a visitação por lá, fora que além de ser muito divertido e agradável de visitar; o museu é gratuito!

museu-ciência

Além disso, você também pode visitar o cinema IMAX 3D e as exposições especiais, mas estes são pagos a parte.

London Eye – Esta é a maior roda gigante da Europa. Resolvemos visitar a London Eye no final da tarde, assim podemos ver o entardecer e ainda aproveitar a vista à noite, que é espetacular!

fast-track-london-eye

Do ponto mais alto da roda dá para ver todo o centro da cidade e todos os pontos mais famosos: o Big Ben, o Palácio de Westminster, a Abadia de Westminster, entre vários outros.

vista-de-londres-london-eye

A estrutura é muito segura e ela gira bem devagar, assim dá para apreciar todo o passeio com bastante calma e tirar muitas fotos!

london-eye

Outra dica é comprar os ingressos online com desconto e se estiver com pouco tempo na cidade, vale a pena acrescentar o Fast Track, que permite cortar a fila, o que ajuda muito na alta temporada, nestes períodos as filas chegam facilmente a mais de 1 hora de espera.

fast-track-london-eye-londres
Usando o Fast Track para pular a fila na London Eye

Onde comer em Londres

brexit-menu

The Golden Hind – Este restaurante tradicional de decoração simples é considerado um dos melhores Fish and Chips de Londres!

onde-comer-barato-em-londres
Fish and Chips por menos de 10 libras!

O Golden Hind é especializado no assunto e o cardápio é praticamente dedicado ao mais famoso prato dá culinária britânica.

fish-and-chips
Fish and Chips Tradicional

Eles têm várias formas de servir o peixe(normalmente hadoque), a Lu foi da versão clássica, já eu optei por experimentar uma variação assado no vapor, sem fritar, embora o meu estivesse ótimo o dela estava ainda melhor, muito gostoso mesmo.

fish-and-chips-vapor
Fish and Chips assado no vapor

Além do excelente preço, cerca de £ 10 com fritas, o atendimento é muito bom, definitivamente o melhor Fish and Chips que comemos em toda a viagem!

Pub Sherlock Holmes – Esse bar e restaurante tem toda uma memorabília inspirada no Sherlock Holmes.

DSC02600

O pub é muito popular, procurado tanto por locais como por turistas. Nós não conhecemos a parte do restaurante que fica no segundo andar, pois fizemos apenas um happy hour na área do bar, mas experimentamos excelentes cervejas da grande variedade oferecida pela casa.

pub-sherlock-holmes

Há ainda um local onde é possível ver uma réplica dos estudos de Holmes e Watson. Sem dúvida vale a visita, ainda mais se você for fã do detetive mais famoso do mundo.

sherlock-pub

The Black Friar – O Black Friar foi construído em 1875 e passou por uma nova reformulação em 1905, realizada pelo arquiteto Herbert Fuller-Clark. Ele faz parte do Inventário Nacional de Interiores Históricos de Pubs da Campanha Real e realmente tem uma história bem interessante, já que o prédio ocupa o local que era um antigo monastério!

IMG_0363

IMG_0344

Por isso é fácil perceber referências a isso em várias partes do pub, desde do formato até os pensamentos pintados na lateral do teto.

IMG_0355

Fomos lá em um final de domingo e o ambiente estava bem agradável, o atendimento é muito bom, seguimos a recomendação deles e experimentamos a larger de Camden Town, estava excelente.

IMG_0352

Para comer fomos de Fish and Chips, estava muito gostoso, mas achamos o do Golden Hind ainda melhor, mas o ambiente do Black friar tem uma atmosfera mais animada.

Water Rats Theatre Bar – The Water Rats é um pub com música ao vivo. Neste local Bob Dylan e Oásis fizeram seus primeiros shows no Reino Unido e diversos outros artistas já se apresentaram por lá no início de carreira. O local possui uma área de bar e restaurante e mais ao fundo, uma espaço com palco onde ocorrem shows e eventos. Como ficava exatamente do lado do hotel que estávamos hospedados, o Point A, deixamos para tomar nossa pint de saideira lá e nos surpreendemos com a variedade da carta e cardápio, já que por fora o local parece bem menor. Uma boa opção se você estiver hospedado na região da King Cross e afim de um pub legal para dar mais uma esticadinha para uns drinks.

Coop – Você vai encontrar esta rede de supermercado espalhada por toda a cidade e é uma ótima opção para comprar diversos itens práticos para fazer um lanche rápido ou mesmo para levar para o quarto do hotel, naqueles dias que a gente está tão cansado, que não sobra forças nem para sair para jantar e ainda de quebra, economizar umas libras. Tinha um pertinho do nosso hotel e foi uma mão na roda, fora que é excelente para encontrar aquelas cervejas londrinas que são super caras no Brasil, a preços mais amigáveis.

Onde fazer comprar em Londres

Oxford Street – Com aproximadamente 300 lojas, a Oxford Street é a rua de compras mais movimentada da Europa e abriga lojas de departamento e de marca. Essa região é bem movimentada com turistas e clientes.

IMG_0078

Nós passamos por lá próximos ao Natal e sentimos como ela fica mais movimentada, mas também mais bonita já que, desde 1959, ela é decorada com as luzes de Natal que são inauguradas, tradicionalmente, por alguma celebridade.

Primark – Sempre que estamos em alguma cidade da Europa a gente procura saber se tem Primark, em Londres não foi diferente, fomos na unidade da Oxford Street e para variar um pouco ficamos impressionados com a quantidade de produtos a ótimos preços! Destaque para as roupas de frio, como blusa e casacos que estavam com ótimas ofertas. Portanto a dica para quem vem no frio é deixar algumas peças para comprar lá, pois a qualidade é muito boa, e geralmente, bem mais barato que no Brasil. Mas independente da estação sempre vale a pena dar uma passadinha lá para ver o que está valendo a pena comprar.

Harrods –  Esta loja foi fundada em 1834 na então pobre área de East End, antes do reinado da Rainha Vitória. Hoje a Harrods é uma das mais famosas lojas de departamentos do mundo, localizada na rua Brompton Road em Knightsbridge. Ocupa uma área de 5 acres e tem 90.000 m² de espaço de venda, sendo a maior loja da capital inglesa. Esta longe se ser uma loja baratas, mas os produtos são de extrema qualidade e fazer um passeio por lá pode ser muito agradável já que o tamanho e arquitetura são de impressionar. Se você procurar ainda consegue encontrar alguma oferta ou uma lembrancinha em conta para trazer para casa. A Harrods também tem no andar de baixo uma área de alimentação com excelentes opções para um lanche ou mesmo uma refeição completa.

O que a gente achou

Londres é incrível, tem história, cultura, charme e uma quantidade enorme de passeios legais, e apesar de não ser barata, dá para economizar seguindo algumas dicas e ainda aproveitar muito do que a cidade oferece! A cidade também é uma grande metrópole, então prepare-se, para no geral, encontrar a cidade sempre cheia, em alguns momentos ficamo impressionados com a quantidade de pessoas nas estações e ruas. Nós tivemos apenas três dias por lá mas capital britânica merece muito mais tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s