Dresden #2 | Vale a pena pernoitar em Dresden? | Dicas e Passeios

Esta pequena cidade foi uma boa surpresa no nosso roteiro rumo ao Leste Europeu. A cidade fica praticamente no meio do caminho entre Berlim e Praga o que facilita muito a passagem por lá.

O-que-fazer-em-dresen-7

Dresden é uma cidade linda, cheia de história e mesmo tendo sido arrasada durante a 2ª guerra, foi totalmente restaurada, mantendo suas características originais e principais pontos turísticos. Impressionante a beleza e a perfeição com que tudo foi feito, ou refeito na cidade, tanto a parte antiga Altstadt (mais histórica) quanto a parte nova Neustadt (mais moderna e boêmia) fazem um conjunto perfeito para se visitar.

O-que-fazer-em-dresen-1

Onde ficar em Dresden

Escolhemos ficar no Motel One Dresden am Zwinger, essa rede de hotéis presente em toda a Alemanha e em várias cidades do Leste Europeu tem um estilo muito semelhante ao Ibis, nós achamos até um pouco melhor, principalmente nas áreas comuns, que tem uma decoração agradável e moderna.

O-que-fazer-em-dresden-11

O-que-fazer-em-dresden-12

O quarto é básico mas atende bem, cama confortável e tudo bem certinho.

O-que-fazer-em-dresden-13

A localização também é ótima, pouco mais de 5 minutos a pé da principal estação de trem de Dresden. Tem uma outra unidade do Motel One na cidade, mas fica em Neustadt (cidade nova), por isso optamos pela unidade mais próxima da estação. No geral gostamos bastante desta opção, pois o custo benefício é muito bom pelo que o hotel oferece, com certeza ficaríamos lá novamente.

O que fazer em Dresden

Dresden é uma cidade ótima para se conhecer a pé, pois não é uma cidade muito grande e assim fica mais fácil passear pelos principais pontos de interesse. Apesar do mal tempo que pegamos por lá, até conseguimos aproveitar bastante nossa curta estadia, segue um pouco do que fizemos:

Altstadt (Cidade velha)

Zwinger – Como não tínhamos muito tempo, fizemos a visitação da área externa do Zwinger e ficamos impressionados com a beleza do palácio e dos seus jardins. A área interna também abriga a galeria dos Velhos Mestres e outras exposições temporárias. Sem dúvida um passeio imperdível em Dresden.

O-que-fazer-em-dresen-8

Procissão dos Príncipes – Um mural incrível, são mais de 100 metros de comprimento, feito de 25.000 azulejos de porcelana que retratam a linhagem dos príncipes da Saxônia, grande a riqueza de detalhes.

O-que-fazer-em-dresden-10

Dresden Frauenkirche – A Frauenkirche de Dresden é uma igreja Luterana. Muitas outras igrejas na Europa, tanto católicas quanto protestantes, também possuem o nome de Frauenkirche. A igreja Frauenkirche foi destruída por bombardeios aliados durante a segunda guerra mundial e reconstruída como um símbolo da reconciliação entre os inimigos de guerra. A reconstrução de seu exterior foi completada em agosto de 2004 e o interior em 2005, após 13 anos de trabalhos.

Münzgasse/Coin Lane – Pertinho da Frauenkirche, esta rua é especialmente agradável, é cheia de restaurantes e são muitas opções para escolher. Nós almoçamos por lá uma refeição muito gostosa, além disso é um ponto de passagem histórico e importante para os viajantes que visitam Dresden.

Terraço Bruhl – Localizado às margens do Elba, ganhou o apelido de “Varanda da Europa”.

O-que-fazer-em-dresden-18

Sem dúvida uma das vistas mais bonitas da cidade e da viagem, mesmo o tempo não estando bom quando passamos por lá.

O-que-fazer-em-dresden-16

Ponte Augustus – É a ponte mais emblemática de Dresden, faz a ligação entre a cidade velha (Altstadt) e a cidade nova (Neustadt), portanto é o principal caminho para quem quer conhecer o outro lado da cidade.

O-que-fazer-em-dresen-5

Nós caminhamos por toda a ponte e dela se consegue ótimas vistas da cidade velha e do Elba, além de toda a beleza da ponte, é claro.

O-que-fazer-em-dresen-4

Neustadt (Cidade Nova)

Kunsthofpassage – É uma pequena passagem formada por cinco pátios interligados, cada um com um tema específico, projetados e decorados por diversos arquitetos e artistas. Nós visitamos o Pátio dos Elementos, pois estávamos curiosos pra conhecer o prédio “cantante”! Trata-se de um prédio com a fachada pintada em tons de turquesa e decorado com tubulações e calhas em uma estrutura metálica que terminando em funis lembram instrumentos de sopro. Quando chove, a água que passa pelos tubos produz sons e o edifício “toca” uma melodia, pena que a chuva tava muito fraquinha no dia, praticamente uma garoa, então tivemos que deixar a melodia para próxima…

O-que-fazer-em-dresen-3

Onde comer em Dresden

Kutscherschänke – Este restaurante tradicional de Dresden tem aquele ambiente rústico com clima de taverna, mas muito aconchegante, principalmente para um dia frio como o que estivemos lá.

O-que-fazer-em-dresden-14

O cardápio é variado e a especialidade são os pratos alemães, mas tem pratos da cozinha austríaca também, aliás a Lu comeu um schnitzel excelente lá, já eu escolhi um prato que vinha com várias carnes vermelhas, batata e legumes, também estava ótimo, além disso eles possuem uma lista enorme de ótimas cervejas para acompanhar.

O-que-fazer-em-dresden-15

Mercado de Natal Striezelmarkt (novembro/dezembro) – É impressionante a quantidade de mercados de Natal que encontramos durante a nossa viagem e Dresden não fica atrás, só na nossa passagem por lá vimos 4 mercados pela cidade. Destaque para o da praça principal, o Striezelmarkt, que é um dos mais antigos mercados de Natal documentados da Alemanha.

O-que-fazer-em-dresen-9

Fundado como um mercado de um dia em 1434, comemorou seu 580º aniversário em 2014. O mercado atual dura toda a temporada do Advento até a véspera de Natal, muito bonito, animado e com muitas opções gostosas para comer, aliás praticamente “jantamos” por lá!

O-que-fazer-em-dresen-6

O que a gente achou

Chegamos lá no final da manhã, depois de aproximadamente 2 horas de viagem de trem, vindos de Berlim e decidimos pernoitar por lá e rumar para Praga apenas no dia seguinte e mesmo assim achamos que foi corrido. Muitas pessoas fazem apenas um pit-stop ou um bate-e-volta a partir de Berlim, mas achamos que a cidade merece ao menos uns 2 dias para aproveitar melhor o que ela oferece. Abaixo a gente mostra um pouco da nossa passagem por lá, confira!

Abraços, Jr. e Lu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s